Xiaomi oficializa retorno ao Brasil com Pocophone F1 e Note 6 Pro

Depois de anos sendo vendida apenas por importadores e sendo impossível de encontrar seus aparelhos nas lojas varejistas, a Xiaomi finalmente retorna de forma oficial ao país.

Desde quando abandonou as operações brasileiras em maio de 2016, surgiram alguns rumores de que a empresa estava ensaiando uma volta para o país, e eles finalmente foram confirmados nesta segunda-feira (18). Diferente da primeira vez que tentou operar por aqui, a empresa não irá abrir um escritório próprio, mas será representada pela DL, que cuidará de todos os processos de distribuição dos aparelhos da marca para toda a rede verejista do país.

A operação irá retornar, inicialmente, com dois aparelhos: o Redmi Note 6 Pro e o tão procurado Pocophone F1 — ambos aparelhos de ótimo custo-benefício, pois possuem especificações avançadas e preço de aparelhos considerados intermediários/de entrada.

O Redmi Note 6 Pro chega ao país com uma tela infinita (sem bezel ou notch) de 6,26 polegadas com tecnologia Corning Gorilla Glass, que garante a resistência do vidro contra quedas e arranhões. Ele usará um processador Snapdragon 636, terá 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento (expansível para até 256 GB com cartão de memória SD), duas câmeras traseiras (12 MP + 5 MP com foco automático, detecção facial, flash de duplo led e gravação de vídeos Full HD) e duas câmeras frontais (20 MP + 2 MP com foco automático e reconhecimento facial) — tudo energizado por uma bateria de 4.000 mAh.

Já o Pocophone F1 é mundialmente conhecido por ser um smartphone com especificações de aparelhos de ponta, mas por um preço que é menos do que a metade desses modelos mais avançados. Ele chega no Brasil com um processador Snapdragon 845 de oito núcleos com 2,8 GHz de velocidade, 6 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento, duas câmeras traseiras (12 MP + 5 MP com capacidade de gravação de vídeos em 4K) e uma câmera frontal de 20 MP com reconhecimento facial infravermelho, que permite o reconhecimento de rosto para desbloqueio do smartphone até mesmo em locais escuros. E, assim como o Note 6 Pro, tudo isso é alimentado também por uma bateria de 4.000 mAh.

Por enquanto, ainda não foi revelado qual será o preço de venda dos aparelhos.

Fonte: Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *